A vida é o que fazemos dela. As viagens são os viajantes. O que vemos não é o que vemos, senão o que somos.

FERNANDO PESSOA

O desejo de viajar é algo que não sei explicar muito bem. Em criança, recordo-me vagamente de como ficava extasiado por saber que ia passear, nem que fosse um curto passeio à cidade de Portalegre, para compras com os meus pais, já que vivia na aldeia. Recordo-me ainda das viagens entre Portalegre e Campo Maior, onde chegámos a viver por um curto período de tempo.

Na altura pareciam viagens bastante longas e o que mais gostava destes passeios, era ver as retas infindáveis, ladeadas pelas extensas planícies do Alto Alentejo e sentir o aroma a café, que pairava no ar, uns quilómetros antes de chegar a Campo Maior, talvez por esse facto aprecie tanto um bom café e seja bastante contemplativo!

Por vezes, em conversa com amigos, perguntam-me qual a viagem ou o local que mais gostei, e a minha resposta é “Não sei!” e na realidade não sei mesmo, porque, no fundo, o que mais gosto é algo muito simples e até incompreensível, que é tão-só e apenas o desejo de ir, é isso que gosto mesmo, ir, saber que vou a algum lado já me deixa feliz.

Houve alturas, que a minha justificação para este desejo de viajar, se resumia a uma necessidade de ver coisas novas, uma espécie de lavagem visual. Talvez por influência de ser professor de Educação Visual, de procurar novos motivos para explorar com os meus alunos.

Mas não era isso, é mesmo a vontade de ir, da ideia de partir para algum lugar que desconheça, depois fica a recordação e o enriquecimento da experiência, que me faz sentir mais preenchido ou rico, como por vezes se diz!

A fotografia foi um aliado que encontrei a este permanente desejo de ir. O ir, agora fica mais rico, porque o regresso são fotografias, são a alma do ir ao regresso.

Será fotografia de viagem, será fotografia documental, será fotografia etnográfica…lá está! Não sei! É o singular olhar que retrata a forma como fui sendo “construído” ao longo de quase meio século.

continua…

Please follow and like us: